Notícias

GCM de Diadema anuncia primeiro balanço da Patrulha Maria da Penha

No primeiro mês de trabalho, o Projeto Patrulha Maria da Penha já mapeou e visitou 55 mulheres vítimas de violência doméstica e com direito a medida protetiva expedida pela Justiça. Trata-se de um novo serviço da Guarda Civil Municipal (GCM) de Diadema. Segundo o relatório, durante essas diligências, uma das mulheres denunciou as ameaças de um agressor que foi detido e conduzido à Delegacia de Polícia, onde permaneceu preso.

A Patrulha Maria da Penha, uma das primeiras iniciativas da nova gestão da Prefeitura, ainda em janeiro, tem como função garantir às mulheres, o direito ao cumprimento da medida protetiva expedida pela Justiça. Todo o trabalho dessa equipe é sempre em consonância com os demais órgãos protetores do Município e do Estado.

Dividida em duas equipes, a Patrulha Maria da Penha é formada por 15 GCMs, sendo dez mulheres e cinco homens, todos especializados no atendimento à mulher vítima de violência doméstica. Nessas primeiras diligências, além de levarem o serviço de proteção para 55 vítimas, as equipes atenderam mais nove ocorrências com mulheres, sendo cinco de violência doméstica, uma tentativa de suicídio e outros três casos diversos.

As duas equipes da Patrulha Maria da Penha são coordenadas pelas GCMs Simone Santos e Jaqueline Luta, ambas têm cerca de 20 anos de trabalho na Guarda Civil de Diadema.

“Quando o Comando abriu as inscrições para quem estivesse interessado em atuar na Patrulha, não pensei duas vezes. Tenho um carinho muito especial por essa área porque já dediquei muitos anos da minha carreira à essa causa feminina”, contou a coordenadora GCM Simone Santos. Além da sintonia com a defesa dos direitos da mulher, ela já trabalhou como GCM na Casa Beth Lobo, na Delegacia de Defesa da Mulher, em Diadema, e até na Casa Abrigo, que protege e ampara mulheres vítimas de violência no Grande ABC. Para finalizar, ela disse esperar que sua experiência contribua com esse novo serviço da GCM.

O atendimento humanizado da Patrulha Maria da Penha para garantir proteção às mulheres e exigir o cumprimento das medidas protetivas contra o agressor é uma das prioridades da Secretaria de Defesa Social.

“Durante a pandemia houve um crescimento da violência contra a mulher. Por isso, precisamos urgentemente intensificar a divulgação desse serviço para estimular e encorajar as vítimas a quebrarem o silêncio e denunciarem seus agressores”, afirmou o secretário de Defesa Social de Diadema, Benedito Domingos Mariano.

Serviços de apoio à mulher em Diadema:

– Patrulha Maria da Penha – GCM: ligue 153; 4043-6330; 0800-770-559

– Casa Beth Lobo: rua das Turmalinas, 35 – Centro – tel. 4043-0737

– Delegacia de Defesa da Mulher: rua Santa Rita de Cássia, 42 – Centro – tel. 4044-9224

Por Marcos Luiz

Fotos Comunicação Social da GCM

Texto originalmente publicado em http://www.diadema.sp.gov.br/26541-gcm-de-diadema-anuncia-primeiro-balanco-da-patrulha-maria-da-penha e aqui reproduzido integralmente.